MEGA LOJÃO PREÇO BOM

MEGA LOJÃO PREÇO BOM
MEGA LOJÃO PREÇO BOM

GATA PINTADA

GATA PINTADA
GATA PINTADA

PRINTS

PRINTS
UM CONCEITO NOVO

domingo, 28 de agosto de 2016

Tico Santa Cruz intimado a depor na CPI da Cultura

BrasilVerdeAmarelo
Tico é o artista mais ‘revoltado’ com a criação da CPI da Cultura. Sabe-se que o Grupo“Detonautas”, que ele faz parte, teve autorização para captar 1 milhão de reais pela Lei Rouanet para uma série de 25 shows ao vivo em 2013. O músico defende veemente que a cultura não deve ser investigada por nenhuma CPI, a justificativa dada por ele é que isso seria “censura”. Pelo seu posicionamento contra a transparência nas contas públicas do Ministério da Cultura e por ele mesmo ter sido autorizado pelo MinC para captar 1 milhão de reais, especula-se nos bastidores que ele será um dos primeiros intimados da CPI.
A CPI da Rouanet foi proposta pelo deputado  Alberto Fraga do DEM, que já conseguiu o número de assinaturas para instalar a Comissão Parlamentar de Inquérito.
O músico faz sucesso nas redes sociais por postagens defendendo Lula, Dilma e o PT.

Jerônimo Reis Neto, candidato à prefeitura de Lagarto: Acusado de falsificar certificado de conclusão do ensino médio

Twitt






Jerônimo Reis Neto, candidato à prefeitura de Lagarto na coligação "Renovação e Trabalho", corre o risco de ter sua candidatura impugnada por supostamente falsificar o Certificado de Conclusão do Ensino Médio. A declaração, expedida pelo Colégio Estadual Vitória de Santa Maria, contesta o documento que foi apresentado pela coligação que comprovava a formação do candidato.
Segundo um documento expedido pela Instituição de Ensino Estadual, além do documento não está nos arquivos, "as assinaturas do secretário e do diretor não são legítimas", como confere na imagem abaixo.














Jerônimo Reis Neto disputa a eleição em Lagarto contra outros seis candidatos, incluindo o deputado estadual Valmir Monteiro (PSC). 
Sergipe Notícias

Prefeito de Poço Verde, Tiago Dória, oficializa renúncia de candidatura

Tiago Dória fora da eleição
O prefeito de Poço Verde, Tiago Dória, oficializou o que aqui noticiamos. Ele não é mais candidato à reeleição pela coligação Juntos somos fortes, que reúne os partidos PT, PC do B, PDT, PP, PSB e PPL. Em nota divulgada neste sábado (27), o prefeito enaltece o seu mandato com as ações positivas, mas não reconhece os seus erros. Até mesmo não admitiu que a renúncia à candidatura decorreu de forte rejeição junto ao eleitorado. Justificou como motivo a frágil saúde de sua mãe. Também não justificou o porquê dos atrasos de salários e nem mesmo deu esperanças de resolver o problema. Veja a nota na íntegra a seguir:

"Cidadãos poçoverdenses, amigos, eleitores e familiares. A cada dia o tempo nos cobra as atitudes e posturas que a maturidade nos impõe. Maturidade essa que se expressa nas nossas ações diárias com nossos familiares, amigos e cidadãos, seja na vida pessoal, profissional ou na vida pública. Entrei para a vida pública por entender que poderia contribuir para juntos fazermos da nossa Poço verde um lugar melhor para vivermos e criarmos os nossos filhos"

Obras e serviços - "Nesse percurso iniciamos um projeto de transformação da nossa cidade com a eleição de Toinho de Dorinha, realizando diversas obras que orgulham nossos cidadãos e que trouxeram o progresso para nosso povo. Essas ações, construídas coletivamente, fizeram de Poço verde uma cidade maior, melhor e mais justa, através da geração de emprego, da valorização dos serviços e do servidor público. Dando continuidade a esse projeto, nas últimas eleições, coloquei o meu nome à disposição e tive a honra de ser agraciado com os votos da maioria do eleitorado, recebendo a atribuição de conduzir os rumos do nosso município. Nesses anos de gestão pública, busquei sempre tomar as decisões que melhor atendessem aos anseios do nosso povo. Em nossa gestão demos continuidade à valorização dos serviços e dos servidores públicos, fatos constatados nos reajustes salariais, nos índices de melhoria nos serviços de saúde e educação, na valorização dos artistas, da cultura e do esporte local. Trabalhamos duro, levando ações e serviços públicos a todos os segmentos da nossa sociedade, juventude, mulheres, terceira idade, para as populações do campo e da cidade. Seria injusto não mencionar aqui as conquistas, apoio dado aos estudantes universitários através de transporte e moradia, a regularização fundiária do meio rural, a pavimentação de ruas e saneamento básico em diversas ruas e avenidas, a realização de eventos esportivos e culturais, e principalmente, o atendimento igualitário e de qualidade a todos os cidadãos e cidadãs que buscaram os serviços públicos"

Salário - "Embora estejamos vivendo um momento de crise financeira em todo o país, mantivemos todos os serviços públicos funcionando e atendendo todos os cidadãos que precisaram. Ao contrário do que tem acontecido em muitos municípios durante quase toda nossa gestão mantivemos os salários do funcionalismo público religiosamente em dias e principalmente, não reduzimos nenhum direito trabalhista, ao contrário, ampliamos a conquista dos servidores. Dediquei-me intensamente a busca de uma melhor qualidade de vida para o nosso povo, lutando mês a mês, dia a dia, hora a hora, resistindo as pressões constantes, suportando tudo em silêncio, muitas vezes renunciando à mim mesmo e a minha Família para defender o povo. Dedicação esta que ainda mantenho, pretendendo doar-me ainda mais pelo bem da nossa população. Porém, muitas vezes o destino nos faz, de forma dura inverter as nossas prioridades"

Justificativa - "É de conhecimento de todos as dificuldades e a batalha que minha família tem travado pela saúde de minha mãe. E nesses momentos se torna difícil fazer escolhas que não seja, ficar juntos de nossos familiares mesmo querendo estar ao lado do povo. Em função dessa situação, venho a público anunciar a minha desistência da reeleição para prefeito de Poço verde, essa foi uma das decisões mais difíceis de minha vida, mas foi uma decisão para poder concluir meu ciclo inicial de forma digna, derrubando certos paradigmas de qualquer pleito, hoje decidi: passar por cima da vaidade e do orgulho!"

Futuro - "faço questão de manifestar a nossa postura firme em defesa do projeto de desenvolvimento que construímos em nosso município através da candidatura de dr Eduardo é dona Edna Dórea. Não renunciarei, porém, aos meus ideais e convicções. Lutarei de peito aberto ao lado de nossos amigos para que nossa cidade continue no rumo certo, gerando progresso e melhorando a qualidade de vida do nosso povo. Que Deus nos dê forças para enfrentar todas as batalhas dessa vida e que o BEM, o BOM e o JUSTO sempre prevaleçam!"

Agora é esperar quem vai assumir a cabeça de chapa. Já se sabe que Edna Dória se afastou do serviço público e poderá concorrer, pelo menos foi esta a informação passada. Mas muitos não estão animados com a ideia de a esposa de Toinho de Dorinha ser a vice de Dr. Milton Ricardo. Querem o inverso. Mas essa decisão deve ser tomada nas próximas horas porque o tempo conspira contra os governistas. Do outro lado, os opositores cantam vitória ou, pelo menos, soboreiam o momento favorável. Mas política é um processo muito dinâmico. Não dá para cantar vitória antes de o juiz apitar o final da peleja.  

Landisvalth Lima

sábado, 27 de agosto de 2016

A cada dia surge um candidato do PT sem vermelho e sem estrela


































FONTE: IMPRENSA VIVA




FGTS: Caixa Perde Recurso e Milhares de Trabalhadores vão Receber as Correções.


STJ julga improcedente o recurso impetrado pela Caixa Econômica Federal em ações relativas ao FGTS
o Superior Tribunal de Justiça – STJ cassou a liminar que suspendia o tramite das ações conhecidas como revisão do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço e conheceu e negou provimento ao recurso interposto pela Caixa Econômica Federal visando manter a taxa de revisão do FGTS pela TR.
O Ministro Relator Rudolff Fischer a TR não representa a correção real das perdas dos trabalhadores frente à desvalorização da moeda e a inflação causando, então, prejuízos aos empregados. Ainda, segundo Fischer, o julgamento do recurso servirá de parâmetro para as outras instâncias do Poder Judiciário.
Entenda o caso:
No decorrer do ano de 2013 houve uma avalanche de ações impetradas por sindicatos e trabalhadores invadiu a Justiça Federal em todas as comarcas do Brasil. O objetivo das demandas é fazer a revisão da taxa de revisão do FGTS a partir de 1999 quando este deixou de ser corrigido pela inflação.
fgts

Advogados e sindicalistas reclamam da perda monetária causada pela aplicação da TR e querem a correção seja feita por outros índices oficiais como, por exemplo, o INPC.
Entenda mais, com esta matéria da Revista Superinteressante:
Por Alexandre Versignassi, em 24/04/2015
Tem dois jeitos bons de fazer dinheiro sumir. Um é picar notas de R$ 50 para fazer confete. Outro é ter uma conta no FGTS.
Pense em R$ 1.000. Se depositaram essa grana no seu FGTS no ano 2000, hoje ela vai ter rendido 98%. Os R$ 1.000 viraram R$ 1.980.
Parece ok, mas tem um problema. Nesses 15 anos, a inflação acumulada foi de 213%. O que você comprava com R$ 1.000 na virada do século hoje só dá para levar para casa com mais de R$ 3.000. Mais exatamemte, R$ 3.133, pelo menos segundo o INPC, o índice que cobre a inflação dos produtos consumidos pela maioria que ganha pouco, entre 1 e 5 salários mínimos. Se existisse um índice mais coxa, balizado só por preço de vinho, sedã e restaurante de toalha branca, a coisa iria para quase 10 paus.
Mas vamos ficar só no INPC mesmo, para não parecer que é apelação. Bom, só nisso, você perdeu R$ 1.000 para a inflação. Um terço do poder de compra que o seu dinheiro tinha desapareceu. Não volta mais. Tchau.
O mesmo dinheiro, guardado na poupança, teria rendido R$ 3139, contra aqueles R$ 3.133 do INPC. Ou seja: pau a pau com a inflação. Beleza. Poupança não é investimento, é só uma forma de proteger seu dinheiro da inflação. Se ela fez esse trabalho nos últimos 15 anos, parabéns. Porque o FGTS não fez.
Agora vamos comparar com investimento de verdade, que é o que interessa. Os mesmos R$ 1.000 que ficaram mofando no FGTS teriam virado R$ 5.160 se você tivesse comprado um título público que pagasse a Selic – sim, entendidos: já descontei 15% de imposto de renda e 0,5 anuais de taxa de administração, se não dava mais e sete paus.
Num CDB que paga 80% do CDI (a taxa dos empréstimos diretos entre banqueiros, sempre parecida com a Selic), daria R$ 4.791. Quase dois paus acima da inflação. Ganho real, não só manutenção de poder de compra. E isso num CDB vagabundo, que paga pouco, daqueles que os gerentes de banco oferecem aqui para a gente nas galés. Os CDBs firmeza mesmo, para quem tem cartão de crédito preto e estrelinha de três pontas na chave do carro, 100% do CDI, teriam dado R$ 5992. After taxes, sir. (sim, também dá para tirar 100% do CDI, ou mais, botando dinheiro em banco capenga – mas essa é outra história).
Porque a história aqui é a roubalheira do FGTS. A fórmula para corrigir o FGTS é marota: 3% + TR. A TR, taxa referencial, tem nome bonito. Mas não serve para nada. Pela lei, ela é um número super calculado, que leva em conta as taxas que os maiores bancos estão pagando no CDB e aplica um “redutor”. E taí o pulo do gato – ou do gatuno. Como o governo pode reduzir a TR o quanto quiser, não existe cálculo nenhum. É só uma taxa que o governo arbitra como bem entender. Tanto que, de setembro de 2012 a junho de 2013, a TR foi de zero. Zero. Parece que zero é uma taxa referencial que tende a ser menor que a inflação, né?
Nem sempre foi assim. Em 2005 e 2006, dois anos em que a economia estava tilintando, o FGTS rendeu mais do que a inflação. Em 2006 chegou a aplicar uma goleada. FGTS 5,03% X 2,81% Inflação.
E antes era melhor ainda. Entre 1995 (o primeiro ano do resto na nossa vida monetária, porque antes era Zimbabwe) e 1999, quando o cálculo passou a ser esse da “TR + 3%”, o FGTS bateu a inflação acumulada com folga: 98% contra um INPC de 54%. Ironia: o rendimento desses cinco anos entre 1995 e 1999 foi rigorosamente o mesmo que o dos 15 anos entre 2000 e 2014. Aí dá para ver o tamanho do rombo. E não, nada disso é uma defesa dos anos FHC – até porque foi sob o governo dele que o FGTS começou a perder da inflação. Também não é um ataque a toda a legislação trabalhista, para defender a terceirização. É só um fato. E contra fatos, só vale um argumento: o da Justiça.
Tanto que o STF considerou ilegal essa história de reajustar pela “TR” (daqui pra frente só escrevo essa trolha entre aspas). A própria Defensoria Pública da União já moveu ações exigindo o ressarcimento da inflação no FGTS, de 1999 para ca, mesmo para quem já sacou dinheiro. O único problema é que esse reembolso não virou lei para valer.
Então você precisa entrar na Justiça para receber o que o governo te deve.

Jornal Hoje

Flavio Bolsonaro pode ter sido envenenado em debate

Revelação dos médicos que atenderam Flávio Bolsonaro dão conta que um medicamento pode ter sido diluído na água servida durante o intervalo do debate.
Parece que os concorrentes políticos perderam completamente a ética e estão desesperados com a ascensão da família Bolsonaro. Esta foi a conclusão manifestada pelos médicos que atenderam Flávio Bolsonaro depois dele ter passado mal durante o debate na Band Rio. Assim que chegou no hospital ele foi submetido a exame de sangue e urina, para a surpresa da equipe e dos familiares, foi encontrada elevada concentração de Rohypnol nos exames.
Rohypnol é o elemento ativo do chamado “Boa Noite Cinderela”. Ele é um supressor do sistema nervoso que causa sedação grave, depressão cardiovasculares e/ou respiratória. Se de fato algum concorrente inseriu esta substância na água de Flavio Bolsonaro, a intenção era fazê-lo ficar com aparência de embriagado e com dificuldade de responder as perguntas propostas no debate.
Não é possível afirmar que o dopping ocorreu na TV ou nos momentos que antecederam sua chegada. Por esta razão Flavio Bolsonaro foi orientado a não aceitar água nem alimentos oferecidos por pessoas que não sejam da Equipe Bolsonaro.
Triste é imaginar que com a mesma facilidade com que inseriram na água dele o Rohypnol  poderiam ter inserido também Cianeto. Daí hoje o Brasil estaria de luto e ninguém imaginaria a causa mortis. A política chegou em um nível assustador. Para ganhar o poder vale tudo. Até mesmo envenenar um concorrente…
Por Josias Oliveira

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

BRASIL: Eles são candidatos pelo PT, mas têm vergonha de assumir as cores e a estrela do partido

 Felippe Hermes
capa
As eleições municipais de 2016 já começaram em todo o Brasil e, com elas, os partidos começam a medir forças para 2018. Novas alianças têm mudado a cara da disputa em algumas das maiores cidades do país. A tradicional aliança PT e PMDB, por exemplo, que emplacou em 2012 mais de 284 candidatos a prefeito e vice, perdeu espaço – ainda que os partidos estejam unidos ainda em mais de 1.200 municípios pelo país.
A campanha para 2016 será mais curta, com tempo de televisão resumido a 10 minutos, contra os 30 minutos de 2012, além do fim do financiamento empresarial para campanhas. Com menos material e tempo reduzido, o que chama a atenção, no entanto, é uma mudança estética na forma como os candidatos se apresentam.
As cores e a estrela do partido, que já chegaram a decorar até mesmo o jardim do palácio da alvorada, agora são cada vez mais tímidas nos materiais de divulgação dos candidatos do Partido dos Trabalhadores, líder em rejeição entre todos os partidos do país. Em São Paulo, a famosa estrela foi reduzida na propaganda do prefeito Fernando Haddad, e o vermelho deu lugar ao laranja em muitos dos materiais de campanha. Para alguns dos candidatos, a escolha das cores se dá pelo fato de as coligações serem amplas, e comportarem inúmeros partidos.
Com a legenda nacional na linha de frente dos principais escândalos políticos dos últimos anos, o PT viu seu número de candidatos entre 2012 e 2016 ser reduzido de 44.239 – o que inclui candidatos a prefeitos, vices e vereadores – para 23.556. Único dos 5 maiores partidos a perder participação no total de filiados (caindo de 10,25% em 2012 para 9,6% em 2016), o partido enfrenta a maior crise de sua história, de militância e identidade. A figura do ex-presidente Lula, antes presente em boa parte dos materiais de campanha, agora é tímida, até mesmo nas disputas que ocorrem na região do ABC Paulista, berço político do ex-presidente.
O vermelho deu lugar ao roxo, ao amarelo, ao verde, ao laranja e até mesmo ao azul, cor tradicionalmente associada ao rival PSDB. Em muitos casos, o número 13 nem mesmo aparece. Abaixo, selecionamos alguns exemplos que você pode encontrar país afora.

1. Belo Horizonte, MG

Belo Horizonte

2. Guarulhos, SP

Guarulhos

3. Santa Cruz do Sul, RS

Santa Cruz do Sul

4. Alegrete, RS

Alegrete

5. Camaçari, BA

Camaçari

6. São José dos Campos, SP

São José dos Campos

7. Dias D’Ávila, BA

Dias D'Ávila

8. Esteio, RS

Esteio

9. Alvorada, RS

Alvorada

10. Jacarezinho, PR

Jacarezinho (PR)

11. Tomé-Açu, PA

Tomé-Açu - PA

12. Santa Luzia, MG

Santa Luzia

13. Pedro Osório, RS

Pedro Osório (RS)

14. Porto Alegre, RS

Porto Alegre

15. Araraquara, SP

Araraquara

16. Maceió, AL

Maceió

17. São José Dos Campos, SP

São José dos Campos - vereadora

18. Chapecó, SC

Chapecó

19. Leme, SP

Leme (SP)

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

PF cumpre mandado de prisão e investiga desvio de verbas no esporte brasileiro

PF cumpre mandado de prisão e investiga desvio de verbas no esporte brasileiro
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Nesta quarta-feira (24), a Polícia Federal cumpre mandados judiciais da Operação Nemeus, que investiga desvio de recursos públicos cedidos a confederações esportivas. Dentre eles, a PF cumpre um mandado de prisão preventiva contra Sérgio Borges, dono da empresa SB Marketing , além de quatro de condução coercitiva e oito de busca e apreensão nas confederações de Tiro Esportivo e Taekwondo. Ex-diretor da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), Borges é dono da empresa considerada como cabeça do esquema de fraude. De acordo com a Polícia Federal, pessoas dentro das entidades vêm desviando recursos cedidos pelo Ministério do Esporte por meio de convênios. A investigação analisa licitações com uso de documentos falsos, a fim de realizar contratações e aquisições por preços muito acima do mercado. A Operação, que conta com o apoio do Ministério Público Federal e da Controladoria Geral da União, ocorre nas cidades do Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Manaus e Caxias do Sul. Além dos mandados, há também uma notificação judicial de afastamento do presidente da Confederação de Taekwondo, Carlos Fernandes. 

BAHIA NOTÍCIAS

Café, vinho e até peixe em casa: conheça os clubes de assinatura gourmet


Luciana Mastrorosa /Colaboração para o UOL, em São Paulo
Sucesso já há alguns anos no exterior, os clubes de assinatura chegaram de vez por aqui. Pagando-se um valor mensal, com inscrição feita online, dá para receber em casa os produtos mais diversos, como cafés, vinhos e quitutes escolhidos a dedo para agradar aos gourmets de todo o país.
A oferta é ampla, contemplando todo tipo de produto - de lanchinhos saudáveis até refrigerantes exóticos, passando por temperos, ingredientes especiais e até mesmo peixes - iniciativa do chef Cauê Tessuto, que prevê o envio de peixes frescos menos conhecidos do público, em sacolas térmicas, para que estejam sempre ideais para consumo. Os detalhes finais do lançamento estão sendo acertados.
Uma das pioneiras do modelo de assinaturas gourmet foi Carol Dassie, clube de snacks saudáveis, lançado em 2013. "Como eu viajava sempre por causa da minha profissão, vi diversos clubes nessa linha. Queria fazer algo do tipo e lembrei que a grande dificuldade das pessoas eram as refeições do meio do dia", diz ela. "Pensei numa caixinha que durasse o mês inteiro e fosse cheia de comidas gostosas, mas sem aquele monte de corantes, conservantes e açúcar". Hoje, o clube oferece também outras opções, como o kit para crianças e a linha assinada por chefs, que mudam periodicamente.
Seguindo a vertente dos produtos especiais, a Bistrobox promete uma caixa com itens gourmet variados – alguns lançamentos chegam antes para os assinantes do que às prateleiras do mercado. A iniciativa, que já dura dois anos, é do casal Gabriel Ribeiro e Nathália Takenobu, apaixonados por viagens e comida. "Somos garimpeiros de novidades gastronômicas", afirma Gabriel. Todo mês, a caixa traz ao menos cinco produtos, um mix de comidas prontas para consumo e ingredientes para cozinhar. Já houveram misturas totalmente temáticas, como o box da Coreia e o de produtos árabes.
Conheça a seguir algumas opções de clubes de assinaturas de gastronomia e eleja um para chamar de seu:

Divulgação
Divulgação

Café 

Como o nome indica, o Grão Gourmet é um clube é especializado em café. A cada mês, um microlote diferente é enviado na quantidade escolhida pelo cliente. Há duas opções de torra: uma média-clara e outra média, pensadas para realçar as características naturais de cada café. São três tamanhos-padrão: 250 g, 500 g e 1 kg. É possível solicitar mais de um pacote por mês - pode ser cada um em uma torra.

Preço: a partir de R$ 29,80 por mês + frete (pacote de 250 g). Preços pesquisados em agosto/2016 e sujeitos a alterações
Divulgação
Divulgação

Lanchinhos 

Focado em lanchinhos saudáveis, a Hisnëk oferece cerca de 20 guloseimas por caixa, pensada para durar um mês (considerando-se o consumo de um item por dia útil). O clube também oferece também assinaturas de petiscos para crianças, alternativas sem glúten e sem lactose e caixas especiais com a assinatura de chefs convidados, que selecionam os produtos e ainda criam algumas opções especialmente para os assinantes.

Preço: a partir de R$ 89,90/mês. Preços pesquisados em agosto/2016 e sujeitos a alterações
Divulgação/facebook.com/BombayHS
Divulgação/facebook.com/BombayHS

Pimentas e temperos 

A tradicional marca de especiarias Bombay criou um clube exclusivo para os que amam se aventurar no mundo dos temperos. O Clube Bombay oferece três planos: um de ervas e especiarias, outro só de pimentas, e um terceiro que reúne todos os temas. Todo mês, o assinante recebe a caixa com até três itens, acompanhados de receitas exclusivas. Os preços podem variar a cada mês, de acordo com o tipo de produto enviado. Preço: R$ 45 a R$ 85 por mês cada plano.

Preços pesquisados em agosto/2016 e sujeitos a alterações
Divulgação/facebook.com/refri.clube/
Divulgação/facebook.com/refri.clube/

Refrigerantes 

O Clube Refri tem uma proposta inusitada: todo mês, são enviadas novidades fresquinhas dentre as bebidas gaseificadas. A caixa chega à casa do assinante com seis garrafas de 350 ml de marcas e sabores tradicionais e artesanais. Acompanha carteirinha de sócio, cards informativos e o jornal do clube. Refrigerantes de caju, framboesa e tangerina, além do clássico Guaraná Jesus são algumas das opções que podem fazer parte do kit.

Preço: a partir de R$ 56,00 Preços pesquisados em agosto/2016 e sujeitos a alterações
Getty Images
Getty Images

Peixes 

Ainda sem previsão de lançamento, a iniciativa do chef Cauê Tessuto prevê o envio de peixes frescos menos conhecidos do público, em sacolas térmicas, para que estejam sempre ideais para consumo. Os detalhes finais do lançamento estão sendo acertados. Os pescados virão do litoral de São Paulo e a ideia é oferecer espécies como sororoca, carapeva, oveva e tainha, justamente para despertar a clientela para a importância (e o sabor) desses pescados.

Preço: previsão de R$ 100 a primeira assinatura básica; sem data de lançamento.

POSTAGENS ANTERIORES

FRAM MARQUES

Minha foto

MINHA PÁGINA:

MEU GRUPO: 

MEU SITE:

SIMPLES ASSIM...


HOJE APRENDI QUE VIVER É SER LIVRE, QUE TER AMIGOS É NECESSÁRIO, APRENDI QUE O TEMPO CURA, QUE LUTAR É MANTER-SE VIVO, QUE DECEPIÇÃO NÃO MATA, QUE HOJE É REFLEXO DO ONTEM, QUE VERDADEIROS AMIGOS PERMANECEM, QUE A DOR FORTALECE, QUE A BELEZA NÃO ESTA NO QUE TEMOS, MAS SIM NO QUE SENTIMOS! , E QUE O SEGREDO DA VIDA É VIVER,

LUTE, SONHE, PERDOE, CONQUISTE CADA SEGUNDO POIS,
NA VIDA NÃO HÁ RETORNOS:
SÓ RECORDAÇÕES.


SE ALGUM DIA ALGUÉM LHE DISSER QUE SEU TRABALHO NÃO É DE UM PROFISSIONAL, LEMBRE-SE:
AMADORES CONSTRUIRAM A ARCA DE NOÉ E PROFISSIONAIS CONSTRUIRAM O TITANIC.
PORTANTO, ANTES DE RECLAMAR, LEMBRE-SE, NÃO SOU PERFEITO, MAS PROCURO A PERFEIÇÃO.



FRAM MARQUES