Seguidores Vip

SEGUIDORES VIP

Gilvan Maq-Peças

Gilvan Maq-Peças
Tobias Barreto - Sergipe

TOCA DO ÍNDIO

TOCA DO ÍNDIO
DISTRIBUIDORA DE BEBIDAS

domingo, 23 de outubro de 2011

A história moderna do futebol tem cerca de 150 anos.




Parte I
São mais de 2000 anos deste fascinante esporte

A história moderna do futebol tem cerca de 150 anos.

Tudo começou precisamente no ano de 1863, quando na Inglaterra se separaram o "rugby-football" e a "Association Football", para se fundar a mais antiga do mundo: A "Football Association".
Bola de futebol do século 19Os dois tipos de jogo tinham praticamente as mesmas raizes. Conhecemos desta pré-história pelo menos uma dezena de fatos diferentes divulgados pelos meios de comunicação. Evidentemente, as vezes pode-se contestar certas deduções, mas algumas coisas são claras: a "bola" se jogava com os pés a pelo menos 1000 anos atrás e não existe nenhum motivo para considerar o jogo com o pé como sua forma secundária degenerada do jogo "natural" com as mãos.
 
O INICIO

Pelo contrario: Apesar da necessidade de ter que lutar com todo o corpo (incluindo também pernas e pés) pela "Bola" em um grande tumulto geral sem regras, parece que, no começo, se considerava uma coisa extremamente dificil e, por tanto, muito hábil, dominar a bola com o pé. A forma mais antiga, que se pode considerar como demonstração deste ponto de vista "cientifico", representa a tal prova de habilidade.
Origens do FutebolEla remonta a China do século 3 e 2 antes de nossa era. Mais precisamente na época da dinastia de Han, existe um livro de instruções militar no qual figura, parte dos exercicios fisicos, o Tsuh Kuh. Uma bola de couro enxertada com plumas e pelos teria que ser lançada com o pé a uma pequena rede, com uma abertura de 30 a 40 cm, cercada de varas de bambu. Uma mostra de habilidade que requeria seguramente muita destreza e técnica.
 
Outra versão seria a qual os jogadores estavam obstaculizados no caminho até a meta, podendo jogar a bola com pés, peito e ombros, menos com as mãos, tendo que salvar os ataques da equipe contraria. De modo que a técnica artistica da bola dos jogadores atuais não é uma coisa tão nova como muitas vezes se supõe.

Do Oriente provem outra forma diferente, a uns 500 a 600 anos mais tarde e que se joga todavia, ainda hoje. É um tipo de futebol em circulo, menos espetacular, más digno e solene. É um exercicio cerimonial, que também exige certa habilidade. Em uma superficie relativamente pequena, os "jogadores" teem que passar a bola uns aos outros sem ter que deixar cair no chão.

Muito mais animados eram os "Epislciros" gregos, da qual se sabe relativamente pouco, e os "Harpastum" romano.

Os romanos tinham uma bola e duas equipes jogando em um terreno retangular, limitado com linhas de marcação e dividido com uma linha mediana. A bola teria que ser lançada atrás da linha de marcação do adversario.

Este esporte foi muito popular entre os anos 700 e 800. Os romanos introduziram este jogo na Bretanha e pode ser considerado como precursor do futebol, igualmente o "Hurling", que era muito popular entre a população Celta e que se pratica, ainda hoje, em Cornwell na Irlanda. De todas as maneiras, o jogo "decisivo" que hoje conhecemos, tem sua origem na Inglaterra e Escocia.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

O que cabrunco é cabrunco? - “uma aula de gramática e sociologia”. Por: Pastor Camilo




Valorize a corruptela, esqueça o Wikipédia porque “É um Patrimônio cultural sergipano”! Quando um amigo do sudeste e inclusive de outros estados do nordeste me pedem o significado deste palavrão eu costumo dizer que é a reunião de todos os brados “menos ofensivos”. É aplicado em diversos momentos de fúria ou de alegria. Para quem é nordestino especialmente sergipano e para quem se interessa pela língua portuguesa, segue uma 1ª Aula que encontramos na internet.
Foto: Cena do filme "300"

O rapaz se expressa utilizando com propriedade o “coletivo” já que ele se encontrava diante de uma grande quantidade adversários.

DEFININDO O CABRUNCO

Cabrunco, para o sergipano, vem do verbo COISAR. Ou seja, substituir qualquer palavra com maestria. É uma palavra mágica que serve pra tudo:

Superlativa qualquer coisa.
("Eitcha carro do Cabrunco!")

Substitui a exclamação em finais de frases.
("Aconteceu isso? ÔCabrunco!")

Compõe frases interrogativas dando sentido a elas. ("Não é o Cabrunco mêrmo?")

Adota muita gente. ("Fi du Cabrunco")

Abriga muita gente ou indica um destino mais adequado. ("Vá pa casa do Cabrunco")

Define um ser. ("Ô cabrunco feio")

Designa situações substituindo os termos “bonita e gostosa”. ("Ô muié do cabrunco")

Serve como simples apelido: bruto e carinhoso. ("Aquele cabrunco é gente ruim" ou "O cara é o cabrunco de bom")

OBS.: AQUI ABAIXO VALE A INTERPRETAÇÃO.

Nomina objetos. ("Pegue esse cabrunco aí em cima")

Qualifica as pessoas. ("O cara é o cabrunco na guitarra")

Dá emoção ao diálogo. ("Pra quê cabrunco você fez isso?")

Designa pessoas das quais não sabemos o nome. (Só quero saber quem cabrunco fez isso...)

Diagnóstico preciso de comportamento. ("Esse cabrunco é doido")

Dá agilidade as frases e ações ("Me dê o cabrunco dessa caneta")

Agrega sem ciúme outras paternidades ("Fio do cabrunco do caraio da peste, do estopô balaio...")

Enfim! Esse cabrunco serve pra tudo. Pode ser usado por plebeus, príncipes, intelectuais...

Por exemplo, ao receber a pauta nosso editor chefe, um rapaz polido, fino e educado comentou: - Pra que cabrunco o pastor quer publicar isso?

ADENDO: Se for em Itabaiana substituir o "cabrunco" por "canso" tem a mesma validade, só que com um toque especial.

"LUZ, CÂMERA, (HUMILH)AÇÃO"


Desabafos







"LUZ, CÂMERA, (HUMILH)AÇÃO"



Qual o seu preço? Fale e vá para frente das câmeras ser tripudiado. Parece piada, e é, de muito mau gosto, mas ultimamente algumas pessoas famosas estão se submetendo a situações vexatórias, para... dinheiro? Fama? Nem sei.

A primeira aparição deste nível foi a de Beto Barbosa, numa propaganda em que aparecia como sinônimo de cafonice. Andei me perguntando se ele não havia entendido o conteúdo da “brincadeira”, para promover uma marca de cerveja, mas não cheguei a uma conclusão, e terminei abdicando de tentar encontrar tal resposta. E, parou por ai. Parou por ai? Nada.

Ligo a TV e lá está o Biafra espantando um ladrão de automóvel, para promover uma seguradora, ao cantar. No comercial, Biafra estava no carro levado de assalto, e ao cantarolar para o meliante ele bate em retirada, praticamente em desespero. Até agora fico me perguntando se realmente não haveria alguma sacada fenomenal por trás da peça publicitária, porque eu prefiro não acreditar no sentido daquela coisa. “Os humilhados serão reembolsados”, na certa.

Beto Barbosa e Biafra passaram a frequentar, com as suas aparições, o rol dos meus dissabores!... Vergonha alheia! Dias tendo que ver isso na TV, repetidas vezes. Porém, não imaginava que o pior ainda estava por vir, numa versão internacional da mesma linha humilhado-reembolsado. Nela, o ator Ricardo Macchi contracena com Dustin Hoffman. Até aí, tudo bem, porém a alegoria infame relaciona o produto da propaganda, um carro pequeno no tamanho e grande em qualidade, com os atores. Ricardo Macchi é “submetido” a fazer o papel do grande no tamanho, e pequeno no talento, enquanto Dustin Hoffman é o pequeno no tamanho, e grande no talento... Tal qual o carro! 

Se a propaganda é a alma do negócio, não cabe vender a alma a propaganda, em nome de qualquer negócio. É constrangedor ver as pessoas humilhadas, naquilo que escolheram como arte, profissão, em nome de... dinheiro? Fama? Nem sei...


Daiane Pessoa

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Como uma longa estrada Eu te procurei Não te deixo por nada


Amar assim...


Como Um Raio de Sol

Desejo de Menina



É como um raio de sol
Que reflete em mim
É como uma folha nova
Que nasceu no jardim
Como uma longa estrada
Eu te procurei
Não te deixo por nada
Valeu a pena te esperar
E tudo que eu passei
Eu já não quero nem lembrar
Como um raio de sol
Você brilhou pra mim
Como um dia depois
De uma noite sem fim
Como um raio de sol
E tudo iluminou
Você me deu calor, me ensinou
Amar assim
Amar assim
É como viajar
Num foguete pro céu
É como ter a lua
Numa bola de papel
Pobre de quem não sabe
Que amar é tão bom
Não te deixo por nada
Valeu a pena te esperar
E tudo que eu passei
Eu já não quero nem lembrar
Como um raio de sol
Você brilhou pra mim
Como um dia depois
De uma noite sem fim
Como um raio de sol
E tudo iluminou
Você me deu calor, me ensinou
Quero tudo com você
Pra encara o que vier...
Como um raio de sol
Você brilhou pra mim
Como um dia depois
De uma noite sem fim
Como um raio de sol
E tudo iluminou
Você me deu calor, me ensinou
Amar assim

Você me trouxe o sol me fez amar e ser feliz de novo


A Sua Vista



Penso em você é quase uma oração
Ao nosso amor minha religião
Que eu sigo a risca
Mesmo quando não estou a sua vista
O dia todo o tempo inteiro
Ouço tua voz sinto teu cheiro
Canto pra você
Minha amada minha coisa mais bonita
Eu conto as horas pra te ver
Pra ser domingo todo dia com você
Ficar na paz e ser bem mais
Do que a gente pensou que ia ser
Você chegou junto com a primavera
Me fez alguém bem melhor do que eu era
Você me trouxe o sol me fez amar e ser feliz de novo
Você é tudo o que eu mais queria
E foi enchendo minha vida de alegria
Tirou da escuridão
Meu coração que agora é um mar de amor

Recomeço - Desejo de Menina



Pra quê fingir que somo só amigos?
O que eu sinto você sente
Quero te olhar frente a frente.
A sua foto eu rasguei da parede
Esperei tanto seu abraço
Enquanto juntava os pedaços.
O amor está pra chegar
Sempre depois da tempestade
Vem o sol brilhar
Fica comigo até que o céu seja céu
Até que o frio que hoje sentimos
Se converta em fogo
Até que chore o mar e o beijo que ficou vazio
Ocupe o seu lugar e vamos recomeçar.
Passou as noites sem amar, sem ver
Nós agimos como crianças
E sufocamos as lembranças.
Melhor sentar pra conversar, eu sei
Não quero chorar a partida
De quem mais amo nessa vida.
O amor está pra chegar
Sempre depois da tempestade
Vem o sol brilhar
Fica comigo até que o céu seja céu
Até que o frio que hoje sentimos
Se converta em fogo
Até que chore o mar e o beijo que ficou vazio
Ocupe o seu lugar e vamos recomeçar.
Mesmo distante eu sigo aqui
Tão longe e tão perto de você
Eu não te esqueci.
Não te esqueço!
Sei que a raiva é passageira
E o futuro nos espera.
Eu não te deixo, nunca me deixe.
Fica comigo até que o céu seja céu
Até que o frio que hoje sentimos
Se converta em fogo
Até que chore o mar e o beijo que ficou vazio
Ocupe o seu lugar e vamos recomeçar
E vamos recomeçar.

Felicidade é a certeza de que a nossa vida não está se passando inutilmente.


Poucos Os Que Sabem Valorizar Uma Amizade





A amizade é um amor que nunca morre.
A amizade é uma virtude que muitos sabem que existe,
alguns descobrem, mas poucos reconhecem.
A amizade quando é sincera o esquecimento é impossível
A confiança, tal como a arte, não deriva de termos resposta para tudo, mas,
de estarmos abertos a todas as perguntas.
A dor alimenta a coragem. Você não pode ser corajoso se só aconteceram
coisas maravilhosas com você.
A esperança é um empréstimo pedido à felicidade.
A felicidade não é um prêmio, e sim uma conseqüência,
a solidão não é um castigo, e sim um resultado.
A felicidade não está no fim da jornada, e sim em cada curva do caminho que
percorremos para encontrá-la.
A gente tropeça sempre nas pedras pequenas, porque as grandes a gente logo enxerga.
A glória da amizade não é a mão estendida, nem o sorriso carinhoso, nem mesmo a delicia da companhia. É a inspiração espiritual que vem quando você descobre que alguém acredita e confia em você.
A infelicidade tem isto de bom: faz-nos conhecer os verdadeiros amigos.
A inteligência é o farol que nos guia, mas é a vontade que nos faz caminhar.
A maior fraqueza de uma pessoa é trocar aquilo que ela mais deseja na vida, por aquilo que ele deseja no momento.
A persistência é o caminho do êxito.
A pior solidão é aquela que se sente na companhia de outros.
A SOLIDÃO É UMA GOTA NO OCEANO QUE SÓ OLHA PARA SI MESMA... UMA GOTA QUE NÃO SABE QUE É OCEANO...
Amigos são a outra parte do oceano que a gota procura...
A tua única obrigação durante toda a tua existência
é seres verdadeiro para contigo próprio.
A verdadeira amizade deixa marcas positivas que o tempo jamais poderá apagar.
A verdadeira amizade é aquela que não pede nada em troca, a não ser a própria amiga.
A verdadeira generosidade é fazer alguma coisa de bom por alguém
que nunca vai descobrir.
A verdadeira liberdade é poder tudo sobre si.
Algumas pessoas acham-se cultas porque comparam sua ignorância com as dos outros.
Amigo de verdade é aquele que transforma um pequeno momento em um grande instante.
Amigo é a luz que não deixa a vida escurecer.
Amigo é aquele que conhece todos os seus segredos e mesmo assim gosta de você!
Amigo é aquele que nos faz sentir melhor e sobre tudo nos faz sentir amados...
Amigo é aquele que, a cada vez, nos faz entrever
a meta e que percorre conosco um trecho do caminho
Amigos são como flores cada um tem o seu encanto por isso cultive-os.
Amizade é como música: duas cordas afinadas no mesmo tom, vibram juntas...
Amizade, palavra que designa vários sentimentos, que não pode ser trocada por meras coisas materiais... Deve ser guardada e conservada no coração!!!
As pessoas entram em nossas vidas por acaso, mas não é por acaso que elas permanecem.
Celebrar a vida é somar amigos, experiências e conquistas,
dando-lhes sempre algum significado.
Diante de um obstáculo não cruzes os braços, pois o maior
homem do mundo morreu de braços abertos.
Elogie os amigos em público, critique em particular.
Errar é humano, perdoar é divino.
Evitar a felicidade com medo que ela acabe; é o melhor meio de ser infeliz.
Faça amizade com a bondade das pessoas, nunca com seus bens!
Felicidade é a certeza de que a nossa vida não está se passando inutilmente.






quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Um pouco da tradição e da cultura da tribo INFINITY PARTNER registrada pelo olhar dos próprios jovens INFINITY PARTNER - Larisse Bitencourt

INFINITY PARTNER - Larisse Bitencourt



Um pouco da tradição e da cultura da tribo






Tingui


Autorretratos Tingui Botó

Um pouco da tradição e da cultura da tribo Tingui Botó registrada pelo olhar dos próprios  jovens indígenas

DIADORE YAPORÉ - 13 ANOS



 ACASSIA TUINAN - 13 ANOS



JAIRÃ - 22 ANOS



 ELIAS WRALANÃ - 24 ANOS



JENUÍNA AYANAN - 18 ANOS



 JACKSON ARUÉ - 20 ANOS



JULCILÉIA SYIRÁ - 14 ANOS



 JADIELSON SYRAKUANKANAN - 18 ANOS



LEAL KAINÃ - 21 ANOS



 JIRLAN SWORW - 16 ANOS



 MARCELO YAPORÉ - 20 ANOS



RAUL KAYIBÚ - 20 ANOS



RANILSON NAUMÃ - 17 ANOS



 SHEILA TAINARA - 15 ANOS

Heróis

A vida desses heróis do campo não é nada fácil


Vida de vaqueiro Por: Reginaldo
A vida desses heróis do campo não é nada fácil. Esse personagem típico do sertão, o vaqueiro ainda hoje mantém tradições e bravuras herdadas dos tempos da “civilização do couro”. A lida do vaqueiro atrás dos rebanhos nessa terra de ninguém foi elemento formador de cidades, base de alimentação e motivadora de rituais, festas e mitos. O que mais chama a atenção é a vestimenta ou gibão de couro, feita por vaqueiros que passam a tradição de pai para filho. Essa vestimenta inclui chapéu, guarda-peito, luvas, perneiras como proteção contra os espinhos da caatinga. O couro é usado para quase tudo- das solas dos sapatos a bolsa para embalar o fumo. Na época colonial, o couro era ainda matéria-prima para portas de cabanas, leitos, cordas, cantil, alforjes, mochilas, bainhas de faca. Os animais são ferrados com um ferro bem quente para identificação, lembrando que cada animal carrega a marca do seu dono. A tradição herdada dos tempos da colônia registra que, uma vez por ano, geralmente com a chegada do inverno, os vaqueiros recolhem os bois as propriedades para identificá-los e separá-los. O reconhecimento dos animais é feito, quase sempre, pelas marcas dos ferros no couro dos bichos. Eles servem de assinatura dos proprietários. Como não poderia deixar de ser, os vaqueiros tem a sua alimentação a base de carne e leite. Usam o leite coalhado ou com queijo para o próprio consumo. A vida desses heróis do sertão é difícil ate de mais. Toda a sua vida gira em torno do couro. Nas fazendas, a primeira tarefa é tirar leite das vacas, com o bezerro amarrado junto ao corpo da mãe- para que ele “libere o leite”. A vida dos vaqueiros de hoje não difere da de antigamente. Correr atrás do animal desgarrado faz parte do seu dia a dia. No Nordeste brasileiro esta prática é bastante comum ver por estradas de terras esses homens vestidos de roupa de couro correndo atrás das reses, ariscando sua vida em plena caatinga, de árvores espinhentas e cheias de surpresas. Como dizia o escritor, Euclides da Cunha em seu livro Os Sertões, “o vaqueiro atravessa a vida entre ciladas, surpresas repentinas de uma natureza incompreensível, e não perde um minuto de trégua”.



Quando o claro do sol vai despontando
Por detrás das montanhas lá da serra
Abro a porta e sinto o cheiro da terra
No puleiro do quintal canta o galo
Boto a cela no lombo do cavalo
E depois de tomar o meu café
Com carinho amor e muita fé
Vou levando minha vida de gado
Sou vaqueiro e vivo apaixonado
Por forró vaquejada e mulher
Sou vaqueiro e vivo apaixonado
Por forró vaquejada e mulher
Sou forrozeiro geraldinho é danado
Por forró vaquejada e mulher
Sou vaqueiro e vivo apaixonado
Por forró vaquejada e mulher
O que eu vejo de belo no sertão
É o gado comendo na colina
E o sorriso na boca da menina
O segredo que tem seu coração
Meu forró e as festas de São João
Santo Antonio
São Pedro
E São José
O meu vicio você sabe qual é
Me perdoe se isso for pecado



Recordando antigos carnavais

Os BaMbAz












sábado, 1 de outubro de 2011

Eu sou um preto norte-americano forte SEM brinco de ouro na orelha





Eu sou a chuva que lança a areia do Saara
Sobre os automóveis de Roma
Eu sou a sereia que dança
A destemida Iara
Água e folha da Amazônia
Eu sou a sombra da voz da matriarca da Roma Negra
Você não me pega
Você nem chega a me ver
Meu som te cega, careta, quem é você?
Que não sentiu o suingue de Henri Salvador
Que não seguiu o Olodum balançando o Pelô
E que não riu com a risada de Andy Warhol
Que não, que não e nem disse que não

Eu sou um preto norte-americano forte
SEM brinco de ouro na orelha
Eu sou a flor da primeira música
A mais velha
A mais nova espada e seu corte
Sou o cheiro dos livros desesperados
Sou Gitá Gogóia
Seu olho me olha mas não me pode alcançar
Não tenho escolha, careta, vou descartar
Quem não rezou a novena de Dona Canô
Quem não seguiu o mendigo Joãozinho Beija-Flor
Quem não amou a elegância sutil de Bobô
Quem não é Recôncavo e nem pode ser reconvexo




Telegrama - Flores da Favela - Jauperi





Ela revirou minha cabeça
Deixou tudo fora do lugar
Deu um nó de quase me enlouqueça
Impossível foi me controlar
Iê, iêêêê, eu vou dar um beijo nela


Beijo de maluco pra neguinha que é só minha
Uô! Ô! Ô! Ô!
Iê, iêêêê, eu vou dar um beijo nela


Pra bater no coração
Pra olhar o seu olhar
Uô! Ô! Ô! Ô!


Pra pegar a sua mão
O meu beijo te beijar


Iê, iêêêê, eu vou dar um beijo nela
Uh! Uh! Uh! Uh! Uh! Uh! Uh! Uh! Uh!
Iê, iêêêê, eu vou enfeitar a noite de amor
Vou derramar o mar, aaaah, no luar


Os vinhos, nos vinhos, nos sabores
Nas cores da janela, flores da favela
Tudo é ela
Iê, iêêêê, eu vou dar um beijo nela
Beijo de maluco pra neguinha que é só minha,
Uô! Ô! Ô! Ô!


Iê, iêêêê, eu vou dar um beijo nela
Do vinho, açúcar
Pra bater no coração
Pra olhar o seu olhar,
Uô! Ô! Ô! Ô!


Pra pegar a sua mão, o meu beijo te beijar
Iê, iêêêê, eu vou dar um beijo nela
Uh! Uh! Uh! Uh! Uh! Uh! Uh! Uh! Uh!
Iê, iêêêê, eu vou dar um beijo nela
Beijo de maluco pra neguinha que é só minha
Uô! Ô! Ô! Ô!


Iê, iêêêê, eu vou dar um beijo nela
Uh! Uh! Uh! Uh! Uh! Uh! Uh! Uh! Uh!
Iê, iêêêê eu vou te beijar...





Eu tava triste
Tristinho!
Mais sem graça
Que a top-model magrela
Na passarela
Eu tava só
Sozinho!
Mais solitário
Que um paulistano
Na hora que cai o pano
Tava mais bobo
Que banda de rock
Que um palhaço
Do circo Vostok...

Mas ontem
Eu recebi um Telegrama
Era você de Aracaju
Ou do Alabama
Dizendo:
Nêgo sinta-se feliz
Porque no mundo
Tem alguém que diz:
Que muito te ama!
Que tanto te ama!
Que muito muito te ama,
que tanto te ama!...


Por isso hoje eu acordei
Com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho
E desejar bom dia
De beijar o português
Da padaria...

Hoje eu acordei
Com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho
E desejar bom dia
De beijar o português
Da padaria...

Mama! Oh Mama! Oh Mama África!
Quero ser seu!
Quero ser seu!
Quero ser seu!
Quero ser seu papa!...

Me dê a mão vamos sair
Prá ver o sol!

Eu tava triste
Tristinho!
Mais sem graça
Que a top-model magrela
Na passarela
Eu tava só
Sozinho!
Mais solitário
Que um paulistano
Que um vilão
De filme mexicano
Tava mais bobo
Que banda de rock
E um palhaço
Do circo Vostok...

Mas ontem
Eu recebi um Telegrama
Era você de Aracaju
Ou do Alabama
Dizendo:
Nego sinta-se feliz
Porque no mundo
Tem alguém que diz:
Que muito te ama!
Que tanto te ama!
Que muito te ama!
Que tanto, tanto te ama!...

Por isso hoje eu acordei
Com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho
E desejar bom dia
De beijar o português
Da padaria...

Hoje eu acordei
Com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho
E desejar bom dia
De beijar o português
Da padaria...

Mama! Oh Mama! Oh Mama África!
Quero ser seu!
Quero ser seu!
Quero ser seu!
Quero ser seu papa!...



NA ESTRADA DA VIDA

Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...
E ter paciência para que a vida faça o resto...

FRAM MARQUES

Minha foto

MINHA PÁGINA:

MEU GRUPO: 

MEU SITE:

SIMPLES ASSIM...

HOJE APRENDI QUE VIVER É SER LIVRE, QUE TER AMIGOS É NECESSÁRIO, APRENDI QUE O TEMPO CURA, QUE LUTAR É MANTER-SE VIVO, QUE DECEPÇÃO NÃO MATA, QUE HOJE É REFLEXO DO ONTEM, QUE VERDADEIROS AMIGOS PERMANECEM QUE A DOR FORTALECE, QUE A BELEZA NÃO ESTA NO QUE TEMOS, MAS SIM NO QUE SENTIMOS! , E QUE O SEGREDO DA VIDA É VIVER,

LUTE, SONHE, PERDOE, CONQUISTE CADA SEGUNDO, POIS,
NA VIDA NÃO HÁ RETORNOS:
SÓ RECORDAÇÃO.

SE ALGUM DIA ALGUÉM LHE DISSER QUE SEU TRABALHO NÃO É DE UM PROFISSIONAL, LEMBRE-SE:
AMADORES CONSTRUÍRAM A ARCA DE NOÉ E PROFISSIONAIS CONSTRUÍRAM O TITANIC.
PORTANTO, ANTES DE RECLAMAR, LEMBRE-SE, NÃO SOU PERFEITO, MAS PROCURO A PERFEIÇÃO.




FRAM MARQUES

AS MAIS COMPARTILHADAS NA REDE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA