Seguidores Vip

SEGUIDORES VIP

Gilvan Maq-Peças

Gilvan Maq-Peças
Tobias Barreto - Sergipe

TOCA DO ÍNDIO

TOCA DO ÍNDIO
DISTRIBUIDORA DE BEBIDAS

quarta-feira, 13 de maio de 2015

SERGIPE: Falta de manutenção pode ter provocado queda da ponte, diz Crea

Ponte era bastante antiga e pode não ter suportado peso (Foto: Divulgação/André Amorim)Ponte era bastante antiga e pode não ter suportado peso (Foto: Divulgação/André Amorim)
A falta de manutenção pode ter provocado a queda da ponte localizada no povoado de Pedra Branca, município de Laranjeira, na Grande Aracaju, no sábado (9). Segundo o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Sergipe (CREA), Arício Rezende, a estrutura estava sem passar por manutenção há cerca de 20 anos. (Veja no vídeo abaixo)
Com a queda, a tubulação de água de duas adutoras do Rio São Francisco foi rompida e deixou 70% da Grande Aracaju sem água. O governo estadual decretou situação de emergência, as regiões de Aracaju, Nossa Senhora do Socorro, Barra dos Coqueiros e São Cristóvão adotaram rodízio de abastecimento e foram suspensas as aulas nas escolas públicas municipais e estaduais.
Documentação
Segundo Rezende, a documentação do Crea mostra que a última manutenção da ponte foi realizada em setembro de 1994.
"Nós temos conhecimento que a última manutenção e reparo feito na ponte, no que consta na documentação encontrada no Crea, foi em setembro de 1994. Acreditamos que essa manutenção deva ser feita, no máximo, a cada cinco anos, a depender das recomendações feitas na última manutenção”, afirmou o presidente do conselho.
No entando, Rezende afirmou que ainda é cedo para apontar causas da queda da ponte, que serão determinadas por um laudo pericial que está sendo elaborado pelo Crea. “Somente depois de concluído este laudo é que nós poderemos afirmar qual o motivo, mas na visão da engenharia, acredita-se que a falta da manutenção tenha sido a causa maior”, disse.
O presidente do Crea ainda lamentou a queda da ponte, que segundo ele, significava uma das grandes obras da engenharia de Sergipe.
Ponte antes do desabamento (Foto: Reprodução/TV Sergipe)Imagem da ponte em Pedra Branca antes do desabamento no sábado (9) (Foto: Reprodução/TV Sergipe)
“Pedimos que as autoridades fiquem mais atentas a essas situações. Só em Aracaju, no nosso conhecimento, existem cerca de 17 pontes que devem ser reparadas com manutenção constantemente”, afirmou Rezende.
Tráfego na região
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) informou que o tráfego no KM 77 da BR-101 começou a fluir apenas em meia pista a partir do fim da manhã desta terça-feira (12). A intervenção ocorre no trecho da ponte nova, que fica ao lado da que desabou, no Povoado Pedra Branca, entre os municípios de Laranjeiras e Maruim.
Segundo o Dnit, o tráfego em meia pista causa lentidão, por isso o indicado é que os condutores procurem utilizar rotas alternativas a esta onde estão sendo executadas as obras de reconstrução das tubulações das adutoras do Rio São Francisco. A determinação é válida até que os trabalhos sejam concluídos.
O Governo do Estado vai fazer a reconstrução da adutora e a normalização dos serviços de atendimento à população com a ajuda do Governo Federal. Segundo o diretor da Defesa Civil Estadual, José Mendes, todas as providências burocráticas foram tomadas para que a verba da União chegue a Sergipe de forma imediata.
Tráfego no trecho da ponte que caiu está lento e acontece em meia pista (Foto: André Amorim/Arquivo Pessoal)Tráfego no trecho da ponte que caiu ocorre em meia pista e está lento (Foto: André Amorim/Arquivo Pessoal)
Prazo
De acordo com o diretor-presidente da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), Carlos Melo, até sexta-feira (15), as obras da adutora emergencial ficarão prontas e 80% do abastecimento de água da Grande Aracaju será restabelecido.
Até lá, um sistema de rodízio foi adotado para que nenhum bairro fique sem água por mais de 24 horas. Para isso, Aracaju e as cidades da Região Metropolitana foram subdividas em 15 setores, onde a água disponível será distribuída.
Os bairros da Zona Norte da Grande Aracaju serão os mais prejudicados, por estarem na parte mais alta. A única alternativa para muitas pessoas é buscar poços e minadouros.
Já a Zona Sul está sendo abastecida pelo Sistema Cabrita, que integra o primeiro sistema de abastecimento de água canalizada de Sergipe.
Uma operação emergencial com carros pipa começou na manhã desta segunda a atender hospitais, postos de saúde municipais e estaduais e estrutura judiciária. Posteriormente, os veículos serão destinados para a população de localidades mais prejudicadas pela falta de água.
Tubos ficaram retorcidos (Foto: Reprodução/TV Sergipe)Tubos ficaram retorcidos com a queda de ponte sobre adutoras (Foto: Reprodução/TV Sergipe)
Postar um comentário

NA ESTRADA DA VIDA

Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...
E ter paciência para que a vida faça o resto...

FRAM MARQUES

Minha foto

MINHA PÁGINA:

MEU GRUPO: 

MEU SITE:

SIMPLES ASSIM...

HOJE APRENDI QUE VIVER É SER LIVRE, QUE TER AMIGOS É NECESSÁRIO, APRENDI QUE O TEMPO CURA, QUE LUTAR É MANTER-SE VIVO, QUE DECEPÇÃO NÃO MATA, QUE HOJE É REFLEXO DO ONTEM, QUE VERDADEIROS AMIGOS PERMANECEM QUE A DOR FORTALECE, QUE A BELEZA NÃO ESTA NO QUE TEMOS, MAS SIM NO QUE SENTIMOS! , E QUE O SEGREDO DA VIDA É VIVER,

LUTE, SONHE, PERDOE, CONQUISTE CADA SEGUNDO, POIS,
NA VIDA NÃO HÁ RETORNOS:
SÓ RECORDAÇÃO.

SE ALGUM DIA ALGUÉM LHE DISSER QUE SEU TRABALHO NÃO É DE UM PROFISSIONAL, LEMBRE-SE:
AMADORES CONSTRUÍRAM A ARCA DE NOÉ E PROFISSIONAIS CONSTRUÍRAM O TITANIC.
PORTANTO, ANTES DE RECLAMAR, LEMBRE-SE, NÃO SOU PERFEITO, MAS PROCURO A PERFEIÇÃO.




FRAM MARQUES

AS MAIS COMPARTILHADAS NA REDE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA