Gilvan Maq-Peças

Gilvan Maq-Peças
Tobias Barreto - Sergipe

TOCA DO ÍNDIO

TOCA DO ÍNDIO
DISTRIBUIDORA DE BEBIDAS

terça-feira, 12 de agosto de 2014

MUNDO 'Cadeados do amor' serão removidos de pontes de Paris, ameaçadas de desabar

A prefeitura de Paris anunciou nesta segunda-feira (11) que vai retirar os famosos "cadeados do amor" das pontes da cidade. A mania entre casais se tornou um problema por conta do peso excessivo, que tem ameaçado as estruturas de desabamento.
Em junho deste ano, mais de 2 metros da grade da Pont des Arts, ponte que atravessa o rio Sena, entre o Museu do Louvre e a Academia Francesa, desmoronaram por causa do peso dos cadeados. As grades foram substituídas temporariamente por placas de madeira.
De acordo com a prefeitura, apenas os cadeados dos locais mais problemáticos serão retirados de início. Os cadeados serão retirados "dos locais onde começam a causar problemas, quando as grades não podem mais suportar o peso", explicou o porta-voz municipal, Aurelien Perol.
Para a eliminação definitiva dos cadeados, os arquitetos estão projetando novas grades com superfícies mais lisas ou nas quais não será mais possível prender o cadeado.

Foto: Divulgação
CampanhaA partir desta quarta-feira (13) a prefeitura espalhará adesivos pelas ponte da cidade pedindo que os casais substituam os cadeados por 'selfies' (foto dos dois) e imortalizem seu amor com fotografias.
"Nossas pontes não resistirão ao seu amor. Sem mais cadeados. Manifestem seu amor no site lovewithoutlocks.paris.fr", indicam os adesivos.
A campanha estimula as pessoas a publicarem suas fotos no site lovewithoutlocks.paris.fr ou no Twitter, usando #lovewithoutlocks. Os adesivos serão lançados em francês, inglês e espanhol.
Um concurso também vai recompensar no dia 18 de agosto as melhores fotos publicadas no Instagram.

Nenhum comentário:

NA ESTRADA DA VIDA

Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...
E ter paciência para que a vida faça o resto...

AS MAIS COMPARTILHADAS NA REDE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA