Gilvan Maq-Peças

Gilvan Maq-Peças
Tobias Barreto - Sergipe

TOCA DO ÍNDIO

TOCA DO ÍNDIO
DISTRIBUIDORA DE BEBIDAS

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Os fetiches e segredos de Luciana Gimenez


Luciana Gimenez é uma loba em pele de loba, 43 anos, 1,81 metro, 60 quilos, um rosto angelicalmente infernal e um par de pernas infinitas. Ela não transpira sensualidade. Ela é sensualidade, sexualidade e experiência. Ainda assim, essa potestade que tem tesão por poder e beijos no joelho teme os homens da sua vida – o filho adolescente de sobrenome imortal, que ela não quer envergonhar por verbalizar o que pensa; o marido, que também é patrão e a quem ela devota um respeito incomum; e o hoje amigo, dono da boca masculina mais famosa do show business, que odeia que falem dele.
Capa da GQ de setembro, ela revela o que pensa e como age com uma sinceridade exuberante e às vezes paradoxal. Confira alguns trechos da entrevista – e não perca o texto e ensaio completos na revista, que chega às bancas nesta segunda-feira, 2 de setembro.
GQ: O que a excita?
Eu tenho tesão por poder. Me dá tesão um homem poderoso, que banca as próprias ideias, que move montanhas. Era o que eu via no Mick, é o que eu vejo no meu marido. São homens que fazem a diferença.
Você acredita em fidelidade masculina?
Eu não acredito que os homens sejam fiéis. Quando eu tinha 20 anos, se pegasse um namorado me traindo teria um ataque e quebraria tudo. Quando tinha 30, simplesmente daria nele, me separaria e nunca mais olharia na cara. Quando você tem 40, você fala: “Não quero saber!”. Não que esteja liberado…
Luciana Gimenez (Foto: André Passos)
Do que você mais gosta nas preliminares?
Quer que eu te diga de verdade?
Quero.
Se eu te contar vai parecer ridículo, você vai achar ridículo.
Prometo que não vou achar.
Beijo no joelho.
Beijo no joelho?

É! Você prometeu! O que você quer que eu faça? Eu a-d-o-r-o beijo no joelho! Gosto de mordidinhas, de carinhos nas pernas. Também gosto aqui, no meio do cotovelo. E aí vai subindo, subindo. Atrás do joelho também. As pernas são um bom lugar para começar e, como eu sou comprida, vai demorar pra chegar.

Nenhum comentário:

NA ESTRADA DA VIDA

Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...
E ter paciência para que a vida faça o resto...

AS MAIS COMPARTILHADAS NA REDE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA