Gilvan Maq-Peças

Gilvan Maq-Peças
Tobias Barreto - Sergipe

TOCA DO ÍNDIO

TOCA DO ÍNDIO
DISTRIBUIDORA DE BEBIDAS

terça-feira, 15 de março de 2016

Engenheiros da Odebrecht são réus em ação por mortes no Itaquerão


Por Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)
O Ministério Público de São Paulo denunciou seis pessoas pela queda de um guindaste durante a construção da Arena Corinthians, de acordo com informações divulgadas pela Folha. O acidente, que aconteceu em novembro de 2013, matou dois funcionários, Ronaldo Oliveira dos Santos e Fabio Luiz Pereira. A Justiça entendeu que a acusação preenchia os requisitos formais exigidos e deu início a uma ação penal, conforme a Folha apurou.
 
Dos seis, quatro trabalham para a Odebrecht e dois para a Locar, empresa terceirizada pela construtora para a operação dos guindastes. Os réus respondem por causar desabamento combinado com resultado de morte. Se forem condenados, eles podem chegar ao máximo de quatro anos de reclusão e mínimo de um ano.
 
Entre os indiciados, está Frederico Barbosa, engenheiro do alto escalão da Odebrecht e número dois das obras do estádio, abaixo apenas de Antônio Gavioli, diretor de contratos. Foi Barbosa quem conduziu as reformas no sítio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Atibaia. Outro réu é José Walter Joaquim, funcionário da Locar e operador do guindaste que caiu durante a construção.
 
Os demais são Leanderson Breder Dias, supervisor da Locar, e Márcio Wermelinger (também engenheiro), Valentim Valeretto (encarregado) e Gilson Guardia (técnico), esses três da Odebrecht.
 
"Os denunciados concorreram de algum modo, cada qual na sua respectiva área, para a ocorrência do acidente e consequente morte dos infelizes funcionários", diz trecho da denúncia feita pelo Ministério Público, assinada pelo segundo promotor de Justiça Criminal de Itaquera, Joacil da Silva Cambuim.
 
"Isso porque ficou demonstrado o nexo causal entre as condutas dos denunciados e o resultado naturalístico, a morte dos dois empregados que se encontravam nas proximidades do local."
 
No inquérito aberto pelo Ministério Público e pela Polícia Civil, os envolvidos no acidente e as testemunhas foram ouvidos.

Nenhum comentário:

NA ESTRADA DA VIDA

Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...
E ter paciência para que a vida faça o resto...

AS MAIS COMPARTILHADAS NA REDE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA