Gilvan Maq-Peças

Gilvan Maq-Peças
Tobias Barreto - Sergipe

TOCA DO ÍNDIO

TOCA DO ÍNDIO
DISTRIBUIDORA DE BEBIDAS

quinta-feira, 24 de outubro de 2019

Desmontado por Jesus, Renato amarga pior derrota no comando do Grêmio

Bruno Baketa/AGIF

 A goleada de 5 a 0 aplicada pelo Flamengo, na semifinal da Libertadores, entrou para a história do Grêmio e de Renato Gaúcho. O revés no Maracanã se torna o pior resultado do clube gaúcho no torneio sul-americano e também o placar mais amargo do treinador à frente do time gremista. Na atual passagem, iniciada em setembro de 2016, Renato acumula 216 jogos como treinador do Grêmio. Nenhuma das 46 derrotas foi tão retumbante como a de hoje (23), no Maracanã. Até o vexame de hoje (23), a maior derrota do Grêmio sob a batuta de Renato havia sido 4 a 0 para o Coritiba, no Campeonato Brasileiro de 2013. 

Três anos depois, pensando na Copa do Brasil, o time gaúcho levou 3 a 0 do Sport. Mesmo placar do último jogo da fase de grupos da Libertadores de 2011, diante do Oriente Petrolero.

Depois de surpreender na escalação e estratégia inicial, o Grêmio foi sendo dominado. Desmontado lance após lance. Ainda no primeiro tempo, o paredão gremista ruiu. Atônito no início do segundo tempo, o Grêmio viu a derrota mínima se transformar em goleada rapidamente. Aos 25 minutos da etapa final, o placar mostrava um incrível 5 a 0.

O escore no Rio de Janeiro supera até mesmo o histórico jogo com o Palmeiras, pelas quartas de final da Libertadores de 1995. Em São Paulo, o Grêmio saiu na frente e levou a virada. O placar de 5 a 1 no antigo Palestra Itália só não rendeu eliminação por conta do jogo de ida: 5 a 0 em Porto Alegre, com três gols de Jardel.

Campeão da América em 2017, o Grêmio volta a deixar a Libertadores com uma derrota contundente depois de quatro temporadas. Em 2016, com Roger Machado à beira do campo, o time gaúcho perdeu para o Rosario Central-ARG nos dois jogos: 1 a 0 em Porto Alegre e 3 a 0 no interior da Argentina.



Do UOL, em Porto Alegre

Nenhum comentário:

NA ESTRADA DA VIDA

Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...
E ter paciência para que a vida faça o resto...

AS MAIS COMPARTILHADAS NA REDE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA