Gilvan Maq-Peças

Gilvan Maq-Peças
Tobias Barreto - Sergipe

TOCA DO ÍNDIO

TOCA DO ÍNDIO
DISTRIBUIDORA DE BEBIDAS

segunda-feira, 4 de junho de 2018

Meirelles rejeita 'rótulo' de candidato do governo

por Igor Gadelha e Adriana Fernandes | Estadão Conteúdo
Meirelles rejeita 'rótulo' de candidato do governo
Foto: Agência Brasil
Titular da Fazenda do presidente Michel Temer até abril, o agora ex-ministro Henrique Meirelles (MDB) quer "tirar o rótulo" de candidato do governo e do mercado à Presidência da República. Em entrevista ao Estadão/Broadcast, ele disse que sua candidatura não "representa especificamente" o governo Temer e, sim, seu currículo pessoal e sua atuação na iniciativa privada e no setor público. 

"Estou tirando o rótulo. Por exemplo, não sou o candidato do mercado, não sou o candidato do governo, não sou o candidato de Brasília. A minha proposta é a proposta do meu histórico", afirmou Meirelles. 

"Não estou tentando tirar um rótulo. Estou tentando tirar qualquer rótulo que não seja a minha proposta, meu histórico." Recém-filiado ao MDB, Meirelles foi lançado oficialmente como presidenciável no mês passado pelo próprio Temer, que desistiu de tentar se reeleger. 

Na ocasião, o presidente cobrou união do partido em torno da candidatura, que enfrenta resistências internas, como o do presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE). Em resposta ao fato de ter sido integrante do governo até pouco tempo, o ex-ministro repete o mote da sua campanha, o de que é candidato da renda, do crescimento, do emprego e da inflação sob controle. 

"Mas acredito que as reformas feitas por esse governo são fundamentais e, no Ministério da Fazenda, conseguimos neste governo retirar a economia da maior recessão da história e criar dois milhões de postos de trabalho. 

Isso é um dado inquestionável", afirmou Meirelles, que desconversa sobre a participação de Temer na campanha. "Isso é uma escolha dele. Minha campanha será aberta a todos, não existe restrição", disse. 

O presidente já avisou que não pretende participar diretamente dos palanques eleitorais, mas vem cobrando um candidato alinhado com a defesa do que chama de legado do seu governo. Para Meirelles, a recuperação mais lenta da economia do que o esperado não vai prejudicar a sua candidatura. 

Pelo contrário, diz ele, pode beneficiá-lo porque acontece justamente no momento em que se intensifica o debate eleitoral. 

BAHIA NOTÍCIAS

Nenhum comentário:

NA ESTRADA DA VIDA

Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...
E ter paciência para que a vida faça o resto...

AS MAIS COMPARTILHADAS NA REDE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA