Seguidores Vip

SEGUIDORES VIP

domingo, 26 de março de 2017

Falcão marca, se emociona, e Brasil vence último jogo oficial do craque pela seleção

Falcão marca, se emociona, e Brasil vence último jogo oficial do craque pela seleção

Falcão entrou em quadra para aquecer e olhou para a torcida. Deu alguns discretos acenos para a arquibancada, fez o seu trabalho de bola e foi para o jogo com uma sensação diferente. Depois de quase 20 anos servindo à seleção, esta seria a última vez que a cena se repetiria em partidas oficiais - um jogo festivo de despedida deve acontecer no segundo semestre em São Paulo. Confirmando o status de mito, o craque de 39 anos teve uma saideira de gala. Gol logo no primeiro toque na bola, assistência e uma bela atuação na vitória por 3 a 2 sobre a Colômbia, na Arena da Barra, no Rio de Janeiro. Já sem Falcão, a seleção deve voltar a jogar em abril, pela Copa América, na Argentina, em data ainda a definir.
O Brasil começou a partida com um quarteto jovem em quadra e com Falcão no banco como de praxe. Jogadores do Sorocaba, Marcel, Leandro Lino e Rocha faziam companhia ao fixo Daniel, da Assoeva. Aos dois minutos, Rocha quase marcou após rebote do goleiro César Mejía. Um minuto depois, Lino chutou forte, e Mejía mandou para escanteio. Como num passe de mágica, PC Oliveira lançou Falcão em quadra e logo no primeiro toque na bola, o camisa 12 emendou de primeira e estufou a rede marcando o seu 385º gol com a camisa da seleção brasileira.

Aos oito, Deives teva a chance de marcar o segundo. No entanto, a finalização do melhor jogador da LNF 2016 foi para fora. Dois minutos depois, foi a vez de o dono da festa também tentar ampliar o placar. Em arrancada pela esquerda, Falcão tentou acertar o canto esquerdo, e a bola triscou a trave. Mesmo com as várias experiências na equipe promovidas pelo técnico PC Oliveira, o Brasil seguiu dominando. Aos 13, Felipe Valério recebeu de Alex e invadiu a área. Mejía saiu bem e fez a defesa.
Vitalidade aos 39: Falcão arranca marcado pelo colombiano Camilo Gómez (Foto: André Durão)

O segundo gol estava maduro e ele saiu aos 14, com Lucas, jovem jogador do Atlântico Erechim. A Colômbia não se entregou e foi buscar a reação. Aos 16, o baixinho Camilo Reyes chutou da ala esquerda e diminuiu para 2 a 1. A três minutos do intervalo, Falcão cobrou falta no canto, e Mejía foi buscar. A recompensa veio a 27 segundos do zerar o cronômetro. Em mais uma cobrança de falta, Falcão ameaçou bater forte, mas serviu Leandro Lino livre na área. O camisa 17 ainda teve tempo de dominar antes de fazer 3 a 1, placar da etapa.
A Colômbia voltou para o segundo tempo a todo vapor. Com menos de um minuto jogado, o árbitro marcou um toque de mão de Nenê na área e assinalou o pênalti. O craque Angellot cobrou com categoria, deslocando Tiago. Os colombianos continuaram partindo para cima, mas o Brasil não se intimidou. Assim como no primeiro tempo, Falcão entrou em quadra por volta do quinto minuto. Aos oito, o camisa 12 arrancou com a bola, e Yulián Diaz parou o mito com um carrinho. Um minuto depois, Falcão quase marcou em um toque de calcanhar, levando a torcida ao delírio
Disposta a estragar a festa, a Colômbia partiu com tudo para cima do Brasil nos minutos finais. A seis minutos do fim, Camilo Reyes carimbou a trave de Guitta, que entrou no lugar de Tiago. Pouco depois, Abril colocou o goleiro corintiano para trabalhar em finalização da entrada da área. O Brasil sentiu e se encolheu. PC Oliveira voltou com Falcão no time titular a três minutos do término. Segundos depois de entrar em quadra, o camisa 12 cobrou mais uma falta com perigo. Aos 18, a torcida brasileira levou um grande susto. Em conclusão da entrada da área, Jorge Cuervo acertou a rede pelo lado de fora. Sentindo o momento difícil, Falcão puxou a responsabilidade para si. Gastando um bom tempo no ataque, o craque usou e abusou dos dribles curtos, ajudando o Brasil a sair com a vitória. Era o fim de uma história de sucesso e glórias. Falcão em ação agora só pela sua equipe, o Sorocaba.

Escalações
Brasil: 
Tiago, Daniel, Leandro Lino, Marcel e Rocha. Entraram: Neguinho, Felipe Valério, Lucas, Arthur, Nenê, Deives, Alex, Falcão e Guitta. Técnico: PC Oliveira.

Colômbia: César Mejía, Yulián Diaz, Camilo Reyes, Stiven Abril e Angellot Caro. Entraram: Camilo Gómez, Jesús Gualdrón, Javier Ortiz, Jorge Cuervo, Felipe Echavarría, Jhonatan Toro, Kevin Mejía e Jhonatan Cárdenas. Técnico: Osmar Fonnegra.

Por Flávio Dilascio, Rio de Janeiro
GLOBOESPORTE.COM
Postar um comentário

NA ESTRADA DA VIDA

Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...
E ter paciência para que a vida faça o resto...

FRAM MARQUES

Minha foto

MINHA PÁGINA:

MEU GRUPO: 

MEU SITE:

SIMPLES ASSIM...

HOJE APRENDI QUE VIVER É SER LIVRE, QUE TER AMIGOS É NECESSÁRIO, APRENDI QUE O TEMPO CURA, QUE LUTAR É MANTER-SE VIVO, QUE DECEPÇÃO NÃO MATA, QUE HOJE É REFLEXO DO ONTEM, QUE VERDADEIROS AMIGOS PERMANECEM QUE A DOR FORTALECE, QUE A BELEZA NÃO ESTA NO QUE TEMOS, MAS SIM NO QUE SENTIMOS! , E QUE O SEGREDO DA VIDA É VIVER,

LUTE, SONHE, PERDOE, CONQUISTE CADA SEGUNDO, POIS,
NA VIDA NÃO HÁ RETORNOS:
SÓ RECORDAÇÃO.

SE ALGUM DIA ALGUÉM LHE DISSER QUE SEU TRABALHO NÃO É DE UM PROFISSIONAL, LEMBRE-SE:
AMADORES CONSTRUÍRAM A ARCA DE NOÉ E PROFISSIONAIS CONSTRUÍRAM O TITANIC.
PORTANTO, ANTES DE RECLAMAR, LEMBRE-SE, NÃO SOU PERFEITO, MAS PROCURO A PERFEIÇÃO.




FRAM MARQUES

AS MAIS COMPARTILHADAS NA REDE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA