Gilvan Maq-Peças

Gilvan Maq-Peças
Tobias Barreto - Sergipe

TOCA DO ÍNDIO

TOCA DO ÍNDIO
DISTRIBUIDORA DE BEBIDAS

segunda-feira, 8 de junho de 2015

O bizarro ritual da tribo Kuku-Kuku


O bizarro ritual da tribo Kuku-Kuku



















Se você vai ou pretende visitar a região de Menyama, na Papua Nova Guiné, pode se preparar para encontrar uma cena assustadora. São vários corpos carbonizados e pendurados em um penhasco. Parece uma macabra cena de crime, mas não é. Trata-se de um ritual no mínimo bizarro.
Conhecidos como “corpos defumados de Aseki”, os corpos são preservados intencionalmente pela tribo local Kuku-Kuku, e depois enforcados para serem colocados no penhasco.
Para preservá-los, as pessoas em Menyana queimam os corpos de seus entes, uma vez que a fumaça remove a umidade e cria propriedades antibacterianas. Para tornar o processo mais rápido, as pessoas esfaqueiam inúmeras vezes seus entes a fim de remover todos os fluídos, enquanto os órgãos internos são removidos pelo ânus. Então, depois de prontos, os corpos são movidos para um local bem inclinado. [Imagem – Conteúdo gráfico]


Os corpos são dispostos de tal modo que parecem estar olhando para a aldeia sob a montanha. De fato, os locais acreditam que os mortos são seus protetores.
Mas nem todas as pessoas são defumadas e tornam-se tais “guardiões”. Apenas filhos de guerreiros podem se tornar guerreiros, e assim vai.
Hoje em dia, parece que a tradição está perdendo força, não sendo mais tão popular como era décadas atrás, mas alguns corpos continuam passando pelo ritual estranho. [FieldTripEarth]


Nenhum comentário:

NA ESTRADA DA VIDA

Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...
E ter paciência para que a vida faça o resto...

AS MAIS COMPARTILHADAS NA REDE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA