Gilvan Maq-Peças

Gilvan Maq-Peças
Tobias Barreto - Sergipe

TOCA DO ÍNDIO

TOCA DO ÍNDIO
DISTRIBUIDORA DE BEBIDAS

sábado, 1 de agosto de 2015

Subvenções: Promotor diz que quem vazou depoimento foi advogado de Mundinho



O promotor de Justiça Henrique Cardoso, que participa da força-tarefa, no Ministério Púbico, que apura denúncias de desvio de verbas de subvenção da Assembleia Legislativa, enviou às 7h:03 desta sexta-feira, 31, via WhatsApp, a seguinte mensagem para o jornalista e radialista Gilmar Carvalho:
Henrique Cardoso - promotor de Justiça: 
Amigo Gilmar, Henrique falando. Seis pontos para esclarecer:

1) quem vazou o interrogatório foi o advogado de Mundinho, Dr. Goes, que repassou a Cacho, que passou para a imprensa;

2) no interrogatório policial, Mundinho confessa a prática e se oferece para fazer a delação, estando representado unicamente por Dr. Goes, primo de Mundinho (veja assinaturas do interrogatório que vazou)

3) no dia seguinte, a pedido dele, firmou delação premiada com o MP, na presença de seus advogados que juntaram procuração nos autos, Dr. Goes e Dr. Walter Neto, dos promotores Henrique Cardoso, Belarmino Alves e Bruno Melo.

4) Dr. Goes recebeu ligação de Cacho no meio da manhã, disse estar passando mal, e saiu no MPSE antes do término da oitiva, e não assinou a delação, que foi assinada por todos os presentes, e filmada.

5) A delação é um benefício que a lei traz a quem colabora. Apenas isso. Os fatos constantes da delação são exatamente os mesmos narrados no interrogatório.

6) Não aceitar a delação, depois de confessar toda a participação no interrogatório na polícia, é a mesma coisa que renunciar aos benefícios que a lei confere ao colaborador.
É isso.

Grande abraço

Nenhum comentário:

NA ESTRADA DA VIDA

Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...
E ter paciência para que a vida faça o resto...

AS MAIS COMPARTILHADAS NA REDE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA