Gilvan Maq-Peças

Gilvan Maq-Peças
Tobias Barreto - Sergipe

TOCA DO ÍNDIO

TOCA DO ÍNDIO
DISTRIBUIDORA DE BEBIDAS

domingo, 21 de junho de 2015

´Pioneiros da Roça´ vence o Levanta Poeira e vai representar Sergipe


Pioneiros da Roça traz como tema 'Filhos do sertão: nordestinos sim, nordestinados não' (Foto: Tássio Andrade/G1)Pioneiros da Roça levou o tema 'Filhos do sertão: nordestinos sim, nordestinados não'
(Foto: Tássio Andrade/G1Marina Fontenele e Tássio Andrade
Marina Fontenele e Tássio AndradeDo G1 SE


A ´Pioneiros da Roça´ fez 395,8 pontos e é a campeã do 10ª Concurso de Quadrilhas Juninas Levanta Poeira, realizado pela TV Sergipe, no Ginásio de Esportes do Sesi no Conjunto Augusto Franco, na Zona Sul de Aracaju. A final foi realizada neste sábado (13), mas a competição começou com etapas classificatórias na terça-feira (9). A grande vencedora vai representar o estado no Concurso de Quadrilhas Juninas da Globo Nordeste, em Pernambuco. No total, 20 quadrilhas disputaram o título neste ano.
A Unidos em Asa Branca (393,2 pontos) foi a segunda colocada e a Retirantes do Sertão (379,6 pontos) terceira melhor pontuada no concurso estadual. A Assum Preto (378,2 pontos), Luiz Gonzaga (365,9 pontos), e Asa Branca (350,4 pontos). Segundo a organização, 20 equipes participaram do concurso.
A quadrilha Xodó da Vila Mirim, do Conjunto Jardim Esperança, em Aracaju, fez uma participação na abertura na final do evento. O empresário e diretor-presidente da TV SergipeAlbano Franco prestigiou ao lado do apresentador do SETV 1ª Edição, Ricardo Marques, a final do concurso Levanta Poeira 2015.
“Uma festa bonita e popular, que significa a preocupação da TV Sergipe em valorizar a cultura do povo e é isso que estamos assistindo aqui. As quadrilhas parecem peças teatrais de tão bonitas que estão”, afirma o empresário Albano Franco.
Quadrilha mirim Xodó da Vila se apresenta na abertura da final do Levanta Poeira.  (Foto: Tássio Andrade/G1)Quadrilha mirim Xodó da Vila se apresentou na abertura da final do Levanta Poeira (Foto: Tássio Andrade/G1)
Segundo Luciana Porto, coordenadora do concurso Levanta Poeira, o evento é sinônimo de sucesso. “Lotamos o ginásio todos os dias e isso é uma resposta do público afirmando que o projeto foi um sucesso. Houve uma energia positiva muito legal entre as quadrilhas e o público, uma sincronia que resultou em mais uma edição maravilhosa”, avalia.
Retirantes do Sertão é do município de Frei Paulo e trouxe como tema o racismo  (Foto: Tássio Andrade/G1)Retirantes do Sertão é do município de Frei Paulo e trouxe como tema o racismo (Foto: Tássio Andrade/G1)
Retirantes do Sertão
A quadrilha foi a primeira a levar o tradicional ritmo nordestino com passos bem marcados e ensaiados durante meses para o centro do ginásio. A ´Retirantes do Sertão´ que tem 20 anos de tradição em Frei Paulo e apostou em uma temática que homenageia os negros e a diversidade da população brasileira.
Os 80 componentes apresentaram coreografias de danças afro como o maculelê, além do tradicional xaxado. No cenário, um navio negreiro de onde os componentes sairam e mostraram que mesmo com horror provocado pela escravidão ainda existe a beleza e a cultura de um povo que sobrevive.
Luiz Gonzaga foi fundada em 2003 em uma comunidade do Conjunto Augusto Franco  (Foto: Tássio Andrade/G1)Quadrilha Luiz Gonzaga foi fundada em 2003 em uma comunidade do Conjunto Augusto Franco
(Foto: Tássio Andrade/G1)
Luiz Gonzaga
A segunda competidora da noite foi a quadrilha ´Luiz Gonzaga´. A quadrilha tem 56 integrantes e dançou o tema, ‘Na magia da tecnologia, os contos do Nordeste se transformam em alegria’. Eles apresentaram os contos do Nordeste, Luiz Gonzaga, Lampião e Maria Bonita, o vaqueiro e o padre Cicero Romão, todos através da tecnologia. A quadrilha teve como ponto forte o casamento e o cenário de entrada, que foi um telão de LED.
Pioneiros da Roça tem 28 anos de tradição e conta com 80 componentes  (Foto: Tássio Andrade/G1)Pioneiros da Roça tem 28 anos de tradição e conta com 80 componentes (Foto: Tássio Andrade/G1)
Pioneiros da Roça
Em seguida se apresentou ´Pioneiros da Roça'.Com 28 anos de tradição, a quadrilha foi a terceira colocada no ano passado no Levanta Poeira, mas já ficou em primeiro lugar em 2008, 2010 e 2012.
A quadrilha se apreserntou com 80 componentes dançando o tema ‘Filhos do Sertão: nordestinos sim, nordestinados não!’. Eles contaram a história do povo nordestino e da mistura da seca com a água e sobre a independência que a região criou em relação aos estados do Sul e Sudeste. Como ponto forte, a Pioneiros tem a manutenção da tradição. Sob o comandos de André Camilo, os ensaios começaram em outubro.
Quadrilha Unidos em Asa Branca apresenta o tema ‘Do sonho a realidade’ (Foto: Tássio Andrade/G1)Quadrilha Unidos em Asa Branca apresenta o tema ‘Do sonho a realidade’ (Foto: Tássio Andrade/G1)
Unidos em Asa Branca
A quarta quadrilha que entrou no clima junino foi a atual campeã, a 'Unidos em Asa Branca'. Com 29 anos de tradição, a quadrilha é a única pentacampeã do concurso, representando Sergipe no Concurso da Rede Globo Nordeste em 2007, 2009, 2011, 2013 e 2014.
Sob o comando do marcador Lins, este ano 80 componentes dançaram o tema ‘Do sonho a realidade ’ onde os componentes contam a história de uma camponesa que sonha em dançar quadrilha e para isso ela derruba o portão de um castelo e lá encontra um príncipe. O grupo que ensaia no Conjunto Leite Neto, em Aracaju, não deixou de mostrar ao público o tradicional passo do caracol.
Quadrilha Asa Branca tem 25 anos de tradição e trouxe o tema 'Quanto custa?' (Foto: Tássio Andrade/G1)Quadrilha Asa Branca tem 25 anos de tradição e trouxe o tema 'Quanto custa?' (Foto: Tássio Andrade/G1)
Asa Branca
A quadrilha ´Asa Branca´ tem 80 componentes e comemora 30 anos de existência em 2015. O grupo de Aracaju ensaia no Conjunto Augusto Franco e já participou de todas as edições do Levanta Poeira. Este an o tema foi ´Quanto Custa?´que fala sobre o valor de um amor verdadeiro que acontece em um lugar conhecido como Reino de Sol, no sertão sergipano. Segundo o marcador Fagner Souza, a história do amor impossível só se torna real por causa do sentimento puro entre o casal.
Quadrilha Assum Preto apresentou o tema 'Bodas de prata de uma história de amor' (Foto: Tássio Andrade/G1)Quadrilha Assum Preto apresentou o tema 'Bodas de prata de uma história de amor'
(Foto: Tássio Andrade/G1)
Assum Preto
A última a se apresentar foi a ´Assum Preto´, quadrilha que tem 25 anos e está de volta ao Levanta Poeira depois de sete anos. Ao todo, 56 componentes dançaram o tema ‘Assum Preto: bodas de prata uma história de amor, paixão e tradição’, no qual eles fizeram uma retrospectiva da história da quadrilha. Eles ensaiam desde julho do ano passado e têm como ponto forte tradição e originalidade.


Nenhum comentário:

NA ESTRADA DA VIDA

Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...
E ter paciência para que a vida faça o resto...

FRAM MARQUES

Minha foto

MINHA PÁGINA:

MEU GRUPO: 

MEU SITE:

SIMPLES ASSIM...

HOJE APRENDI QUE VIVER É SER LIVRE, QUE TER AMIGOS É NECESSÁRIO, APRENDI QUE O TEMPO CURA, QUE LUTAR É MANTER-SE VIVO, QUE DECEPÇÃO NÃO MATA, QUE HOJE É REFLEXO DO ONTEM, QUE VERDADEIROS AMIGOS PERMANECEM QUE A DOR FORTALECE, QUE A BELEZA NÃO ESTA NO QUE TEMOS, MAS SIM NO QUE SENTIMOS! , E QUE O SEGREDO DA VIDA É VIVER,

LUTE, SONHE, PERDOE, CONQUISTE CADA SEGUNDO, POIS,
NA VIDA NÃO HÁ RETORNOS:
SÓ RECORDAÇÃO.

SE ALGUM DIA ALGUÉM LHE DISSER QUE SEU TRABALHO NÃO É DE UM PROFISSIONAL, LEMBRE-SE:
AMADORES CONSTRUÍRAM A ARCA DE NOÉ E PROFISSIONAIS CONSTRUÍRAM O TITANIC.
PORTANTO, ANTES DE RECLAMAR, LEMBRE-SE, NÃO SOU PERFEITO, MAS PROCURO A PERFEIÇÃO.




FRAM MARQUES

AS MAIS COMPARTILHADAS NA REDE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA