Gilvan Maq-Peças

Gilvan Maq-Peças
Tobias Barreto - Sergipe

TOCA DO ÍNDIO

TOCA DO ÍNDIO
DISTRIBUIDORA DE BEBIDAS

quinta-feira, 4 de junho de 2015

CONDE: Polícia acha esconderijo de bandidos, mas ninguém é preso

O bando tocou o terror em ação no Conde (Foto: Reprodução)
A Polícia Civil informou, ontem, que cerca de 120 policiais estiveram empenhados na busca do bando que aterrorizou a cidade do Conde, no Nordeste da Bahia, na terça-feira, durante um assalto a uma agência bancária. Ninguém foi preso.
Segundo afirmou o coordenador de repressão a crimes financeiros do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco), Maurício Moradilo, em entrevista coletiva, o grupo estaria sendo procurado na Bahia e em Sergipe. 
Na cidade sergipana de Pedrinhas, o bando teria sido perseguido por policiais. “Ficamos sabendo que policiais de Pedrinhas perseguiram um grupo na cidade. Só que os policiais não conseguiram pegá-los. Por volta das 3h (de ontem), recebemos uma denúncia de que pessoas estariam em uma chácara na zona rural de Pedrinhas. Ao chegarmos lá, encontramos roupas e documentos”, contou o delegado. 

Leia também:
Conde: prefeita teve casa invadida uma semana antes de assalto
A polícia ainda não tem confirmação se os documentos encontrados são de integrantes do bando, que seria composto por 16 pessoas e se articularia aqui no estado, mas não seria composto apenas por baianos, segundo Moradilo. “Trabalhamos com a hipótese que alguém da cidade participou, talvez não do ato diretamente, mas passando informações”, acrescentou.
Na terça-feira, assaltantes armados com metralhadoras e fuzis chegaram em dois veículos, uma Hilux de cor branca e um Citroën C3, ocuparam a praça da cidade e dispararam diversos tiros contra a delegacia, a viatura e o posto da Polícia Militar.
Na agência do Banco do Brasil, os bandidos renderam os funcionários e roubaram quatro caixas, além do cofre. Os criminosos usaram os clientes para fazer um “escudo humano” em frente à agência e amarraram reféns nos veículos usados na fuga.

Nenhum comentário:

NA ESTRADA DA VIDA

Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...
E ter paciência para que a vida faça o resto...

AS MAIS COMPARTILHADAS NA REDE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA