Seguidores Vip

SEGUIDORES VIP

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

CUSTOU R$ 61 MILHÕES: Pronta há 3 anos, ponte entre Brasil e Guiana ainda não foi inaugurada

Ponte Binacional sob Rio Oiapoque custou R$ 61 milhões e está pronta desde junho de 2011 (Foto: Abinoan Santiago/G1)Ponte binacional custou R$ 61 milhões e está pronta desde junho de 2011 (Foto: Abinoan Santiago/G1)
Pronta desde junho de 2011, a ponte que vai ligar por terra o Brasil à Guiana Francesa ainda não tem data para ser inaugurada, segundo o Governo Federal. Localizada no rio Oiapoque, a estrutura, que divide o Amapá de Saint-Georges, no lado francês, custou R$ 61 milhões, mas ainda precisa de obras na aduana que fica no lado brasileiro -- as instalações do lado francês já estão prontas há três anos.
A previsão do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit) é de que a primeira parte da estrutura aduaneira seja entregue até o fim de janeiro. Mas a abertura da ligação ainda depende da construção do entorno da alfândega, da criação de estacionamento e de urbanização. Enquanto a obra não é entregue, a travessia segue sendo feitas em pequenos barcos, chamados de 'catraias'.
A construção da aduana foi orçada em R$ 13,6 milhões pelo Dnit. No local serão instaladas a Anvisa, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, Ibama, Receita Federal e Receita Estadual. Cada órgão será responsável pela aquisição dos equipamentos e funcionalidade das próprias estruturas. A aduana começou a ser construída somente depois de dois anos após a conclusão da ponte porque a licitação inicial não teve interessados, segundo o Dnit. A coordenação geral da ponte será da Receita Federal.
A falta de recursos para concluir a segunda etapa da aduana e da construção do entorno fez com que a finalização da ponte sofresse atraso. O Dnit diz que o projeto está pronto para ser licitado, mas sem garantia de recursos para a obra.
Apenas a terraplanagem está realizada no entorno da ponte (Foto: Abinoan Santiago/G1)Asfaltamento do entorno da ponte foi concluído
(Foto: Abinoan Santiago/G1)
“A aduana está pronta e será entregue até o fim de janeiro pela construtora. Estamos apenas aguardando liberação de recursos para licitar as obras do entorno, mas estamos sem orçamento. Não podemos fazer a licitação sem dinheiro em caixa e dar uma data porque não sabemos quando teremos dotação orçamentária”, disse o superintendente do Dnit no Amapá, Fábio Vilarino.
O posto aduaneiro ficou pronto depois da construção de uma estrutura alfandegária provisória na ponte para liberação limitadade veículos e cargas entre Amapá e Guiana Francesa. Ela seria utilizada até a conclusão da aduana definitiva, no entanto, acordos entre os dois países impossibilitaram a abertura da ponte.
Catraias atravessam o Rio Oiapoque, que divide o Brasil da Guiana Francesa  (Foto: Abinoan Santiago/G1)Catraias atravessam o rio Oiapoque, que divide
o Brasil da Guiana Francesa (Foto: Abinoan
Santiago/G1)
Mudança
Até a inauguração da ponte, os brasileiros terão mudanças no tráfego entre Amapá e Guiana Francesa. A partir de 2 de fevereiro, moradores de Oiapoque, a 590 quilômetros de Macapá, terão que entrar com pedido de expedição de um novo documento para poder transitar em Saint-Georges, cidade na divisa entre o Amapá e a Guiana Francesa.
Um acordo entre autoridades do Brasil e da França resultou na exigência da carta transfronteiriça, autorização dada aos cidadãos oiapoquenses para poderem entrar em território francês. Até a data de validade da medida, o trânsito de pessoas por apenas um dia continua livre entre as duas cidades.
O documento permite que o morador de Oiapoque possa circular por um dia em Saint-Georges. A autorização, no entanto, será emitida apenas para quem mora há mais de um ano na cidade, no extremo Norte do Amapá. A mesma regra será adotada para pessoas da cidade francesa em visitas a Oiapoque.

Abinoan SantiagoDo G1 AP
Postar um comentário

NA ESTRADA DA VIDA

Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...
E ter paciência para que a vida faça o resto...

FRAM MARQUES

Minha foto

MINHA PÁGINA:

MEU GRUPO: 

MEU SITE:

SIMPLES ASSIM...

HOJE APRENDI QUE VIVER É SER LIVRE, QUE TER AMIGOS É NECESSÁRIO, APRENDI QUE O TEMPO CURA, QUE LUTAR É MANTER-SE VIVO, QUE DECEPÇÃO NÃO MATA, QUE HOJE É REFLEXO DO ONTEM, QUE VERDADEIROS AMIGOS PERMANECEM QUE A DOR FORTALECE, QUE A BELEZA NÃO ESTA NO QUE TEMOS, MAS SIM NO QUE SENTIMOS! , E QUE O SEGREDO DA VIDA É VIVER,

LUTE, SONHE, PERDOE, CONQUISTE CADA SEGUNDO, POIS,
NA VIDA NÃO HÁ RETORNOS:
SÓ RECORDAÇÃO.

SE ALGUM DIA ALGUÉM LHE DISSER QUE SEU TRABALHO NÃO É DE UM PROFISSIONAL, LEMBRE-SE:
AMADORES CONSTRUÍRAM A ARCA DE NOÉ E PROFISSIONAIS CONSTRUÍRAM O TITANIC.
PORTANTO, ANTES DE RECLAMAR, LEMBRE-SE, NÃO SOU PERFEITO, MAS PROCURO A PERFEIÇÃO.




FRAM MARQUES

AS MAIS COMPARTILHADAS NA REDE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA