Gilvan Maq-Peças

Gilvan Maq-Peças
Tobias Barreto - Sergipe

TOCA DO ÍNDIO

TOCA DO ÍNDIO
DISTRIBUIDORA DE BEBIDAS

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Após liberação, Belfort vibra com luta pelo cinturão: "Pegar o que é nosso"

A quarta-feira foi intensa para Vitor Belfort. Depois de ter recebido a licença da Comissão Atlética de Nevada (NSAC) para lutar no estado americano, ele em seguida foi confirmado pelo UFC como próximo desafiante de Chris Weidman pelo cinturão dos pesos-médios, em luta que ocorrerá no dia 6 de dezembro, em Las Vegas. Considerando a proibição o principal obstáculo que o impedia de faturar o título, o brasileiro já vibra com a possível vitória.
- O cinturão com certeza vai estar aqui na minha cintura. Vou estar levando para o Brasil. A gente ganhou esse cinturão hoje e só vai lá pegar o que é nosso - disse Belfort, lembrando do antigo campeão Anderson Silva.
Vitor Belfort Reunião comissão UFC (Foto: Evelyn Rodrigues)Belfort durante audiência em que foi liberado para lutar em Nevada (Foto: Evelyn Rodrigues)
O confronto será o evento principal do UFC 181, no Mandalay Bay. O primeiro encontro entre Belfort e Weidman estava previsto para ocorrer em maio, mas foi cancelado depois que a NSAC proibiu as isenções para Terapia de Reposição de Testosterona, em fevereiro. A fim de readaptar o organismo às novas exigências, Vitor, que fazia uso da terapia por questões de saúde, precisou se ausentar da competição sendo substituído por Lyoto Machida, em duelo que acabou sendo transferido para julho.
Paralelo a isso, o lutador foi submetido a um exame antidoping surpresa solicitado pela comissão em fevereiro, em Las Vegas, e apresentou níveis elevados de testosterona. Como tinha feito o exame de forma espontânea e ainda não tinha dado entrada na licença para lutar no estado de Nevada, a divulgação dos resultados era opcional. Porém, em junho, Wanderlei Silva se recusou fazer um teste antidoping solicitado pela mesma entidade. Na época, ele enfrentaria Chael Sonnen no UFC 175.
Com Wand fora da luta, o  Ultimate anunciou Vitor como o novo adversário do falastrão e o brasileiro deu entrada na obtenção da licença, divulgando posteriormente o resultado das análises. A comissão, então, agendou para esta quarta-feira a audiência que decidiria se Belfort teria ou não o pedido de licença atendido. Com a liberação garantida, o lutador vê Las Vegas como o local ideal para o combate, por tudo o que aconteceu.
- Eu coloquei essa condição, falando com o UFC que quero acabar com isso, quero lutar aqui em Las Vegas mesmo. Ficou muito questionamento e acho que vai ser muito bacana para minha carreira. É uma grande vitória.
Outra luta já confirmada no UFC 181 é a disputa do título dos pesos-leves, entre o campeão Anthony Pettis e Gibert Melendez.

Nenhum comentário:

NA ESTRADA DA VIDA

Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...
E ter paciência para que a vida faça o resto...

AS MAIS COMPARTILHADAS NA REDE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA